conecte-se conosco

Gestão por canais de vendas

Área Comercial

Gestão por canais de vendas

Gestão por canais de vendas

INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO DE CONTEÚDO PARA EXECUTIVOS

GESTÃO POR CANAIS DE VENDAS

RIO DE JANEIRO AGOSTO, 2018 Alexander Costa

Gestão por canais de vendas Compreender a natureza dos canais de distribuição é super importante, tanto nos dias atuais, como principalmente nos dias futuros, onde a competitividade entre as empresas e empreendedores será ainda mais acirrada, numa disputa intensa pelo shopper e pelo consumidor, ofertando à estes seus melhores produtos e serviços.

E entre os grandes desafios para essas empresas e empreendedores em geral, está a melhor escolha dos canais de distribuição, com uma complexidade tamanha, por envolver diversas análises, perspectivas, cruzamentos de informações, pesquisas, pessoas, conhecimentos e até mesmo áreas diversas e distintas.

As empresas e empreendedores em geral tem um leque de opções, passando por exemplo, por venda com equipe própria ou intermediários e distribuidores, que são usados porque aumentam a capilaridade, ou seja, a disponibilidade dos produtos no mercado-alvo, onde uma vez definido, teremos como ponto chave da função do canal de distribuição, o transporte dos produtos fabricados até os consumidores, ajudando a completar as transações e executando a transação completa.

E em tempos de Globalização, os shoppers e consumidores estão cada vez mais atentos ao mercado, utilizando para isso a velocidade e facilidade em obter informações, tornando ainda maior o desafio em ter sucesso na estratégia por Canais.

E não podemos deixar de mencionar que a estratégia é na realidade, sinônimo de escolhas para a consecução de objetivos. A soma das escolhas determina se a empresa ou empreendedor poderá conquistar e preservar clientes, e superar a concorrência.

E quando paramos para pensar nos diversos canais de vendas e em todo o processo que envolve sua utilização, é preciso estar atento à alguns pontos que podem nos levar à alguns mitos e fantasias, mas também à algumas verdades que podem não ser tão agradáveis num primeiro momento.

Um dos erros mais comuns que posso relatar, é que alguns profissionais e mesmo empresas cometem, é acreditar que a designação de canais de vendas é uma forma barata de expandir a capacidade de distribuição, o que é um grande erro, pois é preciso investimentos e parcerias para o desenvolvimento de um canal sólido de vendas indiretas, ou seja, passando por um ou mais intermediários, saber a força da sua marca, seus objetivos, estratégias de mercado, enfim, entender que cada um desses itens tem uma função fundamental para que todo o processo seja eficaz, e até mesmo avaliar de acordo com o produto ou serviço a viabilidade do uso do canal de venda direta, que é uma realidade em várias partes do mundo, mas que no Brasil, mesmo com o crescimento dos últimos anos, ainda é uma tendência, por diversas razões.

Em todo o caso, deixo aqui a informação em forma de duas perguntas básicas que devem nortear a empresa para a criação ou utilização de um canal de vendas: Qual será o propósito deste canal e qual a realidade da companhia?

A resposta à essas duas perguntas ajudarão a companhia ou ao empreendedor, a seguir em frente com o projeto inicial, ajusta-lo ou até mesmo alterá-lo em parte ou no todo, com a prerrogativa principal e essencial traduzida por sucesso, pois é para isso que as empresas são formadas, sejam elas pequenas, médias ou grandes.

Clique para comentar

Comentários

Mais em Área Comercial

  • Área Comercial

    Lançamento de Produtos

    De

    Imaginemos um gigantesco palco, ocupado por um único apresentador, com um discurso firme, eloquente, confiante, mas...

Conecte-se

anúncio
Topo